"Torna-te aquilo que és." (Friedrich Nietzsche)

"Não existem más influências, existem pessoas sem personalidade própria." (Demi Lovato)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

sábado, 20 de abril de 2013

QUE OS INIMIGOS ERREM! (Como querem ser ensinados os processadores de professor se o ensinar é um ato de amor e o aprender de respeito?)



   Crônica

QUE OS INIMIGOS ERREM! (Como querem ser ensinados os processadores de professor se o ensinar é um ato de amor e o aprender de respeito?)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

        Os alunos perderam sua admiração pela intelectualidade dos seus professores e não acreditam na internet. Não sei a que se deve esse fenômeno, mas, veja você: Em uma aula de filosofia, na qual discorria sobre lógica, então eu confeccionava alguns silogismos, no quandro. Quando uma aluna do 2º A me interrompeu com um exemplo "fantástico": — "Todo professor é burro/ O professor de português é burro/ logo, todo professor de português é burro." Ninguém riu! Constrangeu até mesmo seus colegas que gostam de compartilhar as mesmas vinganças. Fiquei estarrecido, não sabia o que dizer, apena disse que agora compreendia a razão do mau comportamento da maioria da classe, talvez seja por este fato: de acharem que o professor não tem nada para ensiná-los, então não vale a pena ouvi-lo. Ou ainda, não aceitam a superioridade do professor, pois não têm o hábito de respeitar as pessoas mais velhas!? O "sem-gração" tomou conta de todos nós, naquele momento. Posso até está errado, porém ficou claro que essa aluna não gostava de seus professores, e isso não é raro!.
          Outra aluna do ensino fundamental, reclamando comigo, aos gritos, por que minhas aulas não são criativas, são sempre baseadas no livro didático adotado, constrangeu-me também, ou melhor, achei a sua observação atrevida por está sendo feita por alguém que já mostrou-se inimiga da decência e da ordem (Já falei dessa aluna em outra crônica minha — O Menear da Gangorra!). Será que ela estaria disposta a pagar xérox para trabalharmos novos textos em sala, pelo menos? É impressionante notar que os bons alunos do início do ano, quando alcançam a média para progressão, já no terceiro bimestre, transformam-se em indisciplinados, no último bimestre!!! E ela foi aclamada!!!
        Um tal Zequinha, o mais indisciplinado do 2º D, afrontou-me também dizendo que eu só sabia responder o exercício proposto porque as respostas daquelas questões estavam no livro do professor (respondido). Tive que ser grosso com ele, pedi que me fizesse qualquer pergunta, pois a todas que ele conseguisse elaborar, eu daria conta da resposta certa (Eu estava confiante na sua incapacidade de elaborar perguntas ou ainda, na sua incompetência de julgar qualquer resposta que lhe desse).
          Como querem ser ensinados os processadores de professor se o ensinar é um ato de amor e o aprender de respeito? Responde o Erasmo: "A primeira fase do saber, é amar os nossos professores." E complementa Johann Goethe: "Em toda a parte só se aprende com quem se gosta". 
          Enquanto a relação professor/aluno se parecer com a ilustração que retrata os dois burrinhos amarrados, pelo pescoço, com uma corda curta, entre duas moitas de capim, o resultado sempre será o mesmo: Um puxa para sua moita e o outro puxa também para sua mais próxima, então morrem tentando comer. Pois, a corda nunca vai romper-se antes que morram. Que o menos burro deles ceda para evitar a morte e convide o outro para comer de seu capim e juntos devorarão as duas moitas, uma de cada vez. É isso que estou fazendo!!! Ô Deus, "Torna mudas as pessoas que falam mentiras e ameaçam os justos, com orgulho e desprezo." (Salmos 31:18 BV).

Claudeko Ferreira
Enviado por Claudeko Ferreira em 01/11/2012
Reeditado em 20/04/2013
Código do texto: T3964041
Classificação de conteúdo: seguro



Comentários
02/11/2012 13:18 - igs
Que belo despertamento, eu amigo poeta, povo estão querendo mais é si dar bem na vida sem o mínimo de aprendizado e o fim vai ser triste. Ok, parabéns...Israel.
02/11/2012 01:09 - Nara Stern
Poeta, poeta, poeta, que coisa mais linda!! Parabéns sempre.
02/11/2012 00:29 - Zeni Silveira
É poeta, acho difícil achar um aluno capaz de responder seu questionamento. Mais quem sabe, né? rsr Tenho respeito por sua maneira de escrever. Meu abraço.
01/11/2012 19:12 - Silvanio Alves
Um questionamento complicado nos dias de hoje, poeta!!


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Postar um comentário