"O sábio procura a ausência de dor e não o prazer." (Aristóteles)

"O maior prazer que alguém pode sentir é o de causar prazer aos seus amigos." (Voltaire)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

PRESSENTIMENTOS DE PAI (A criatividade é mais rica à medida que vou mais fundo nas sombras.)


Crônica

PRESSENTIMENTOS DE PAI (A criatividade é mais rica à medida que vou mais fundo nas sombras.)


Por Claudeci Ferreira de Andrade

           Hoje, uma coruja desembarcou no meu portão, desceu como um alienígena, eu passei por baixo, e ela não se mexeu. Temo esse presságio, sendo desfavorável para a minha saúde. Talvez, iminente doença. Só espero que o mal da saúde seja atenuado com um tratamento imediato. Eu queria que fosse uma doença de amor: oxalá fosse viver uma gratificante experiência amorosa, amorosa felicidade, e vida pacífica e feliz. É hora de namorar A VIDA! Mesmo em anos de casamento desacreditado, há tempo para nós dois vivermos do jeito que você prometer, não me importando se tivermos acabado de nos conhecermos. Eu vou ter um humor mais jovial e boa natureza para o meu reencontro com você. A flexibilidade é altamente necessária neste momento. No purgatório ninguém é feliz.
            DIANTE DO presságio, não sou nada! Apesar de ter encontrado toda a plenitude do meu ser, vou entrar em contato com minha criança interior, pedirei-lhe permissão, porque eu preciso urgentemente tomar a iniciativa em minha vida. A criatividade é mais rica à medida que vou mais fundo nas sombras. A partir de hoje, sinto a necessidade de me orientar melhor, cultivar lazer criativo, pensar EM VIVER MAIS. Mas, alguém vai me chamar para interagir e desempenhar um papel muito produtivo nesta história?
           Não, talvez não seja nada do acima exposto, ela veio apenas para advertir que a harmonia estabelecida entre o meu passado e o presente mostra uma fase positiva para ajustar as rotinas e articular com a família. Estou tentando juntar minha vida. E tentar reajustar meus hábitos e estabelecer metas para me ajudar a reconciliar minhas obrigações. Esta mudança no conteúdo de hoje pode ser confusa, embora haja incentivo para simplificar alguns processos e um aspecto positivo que venha mexer com os valores morais. Embora algumas fantasias possam minar meu julgamento, eu ainda acredito que o que está ocorrendo é um bom presságio, pois simboliza amizade, apoio, sucesso social e realização, mesmo que eu tenha que ajudar uma pessoa fora de meus relacionamentos comuns. É necessário ver os defeitos e as qualidades das pessoas próximas, porque desta forma o relacionamento se torna mais verdadeiro.
            Deus criou A CAPACIDADE DE SER pai e mãe, assim como Ele escolheu as pessoas que são seu pai e sua mãe! Quando o grande Deus LHE trouxe à existência, Ele não perguntou a você ou a seus pais se vocês PODIAM SER PARENTES. Ele planejou e executou uma união ARBITRÁRIA dos três com base em Seu perfeito conhecimento de todas as circunstâncias e os possíveis resultados desse arranjo. HUMILHEMO-NOS diante dos NOSSOS pais, escolhidos por Deus! OBEDEÇAMO-los! Honremo-los! Amemo-los! "Ouça os conselhos de seu pai e aproveite a sabedoria de sua velha mãe." (Pv 23:22 BV).

Kllawdessy Ferreira

Comentários

Enviado por Kllawdessy Ferreira em 05/11/2016
Reeditado em 30/11/2016
Código do texto: T5813805
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

sábado, 26 de novembro de 2016

AUTODISCIPLINA E POSSE DE SI MESMO (Eu provoco suas observações a meu respeito porque quero melhorar.)



Prosa poética

AUTODISCIPLINA E POSSE DE SI MESMO (Eu provoco suas observações a meu respeito porque quero melhorar.)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

           Hoje, um domingo oco, uma nova semana à vista, um caminho a ser percorrido, ao meu lado uma pessoa com um problema na "coluna vertebral", queixando-se de dor, como vou caminhar com ela? Eu tenho um objetivo, preciso está ME movendo na direção certa e com confiança. Mas, apesar dos arrependimentos, NÃO POSSO ESTÁ NEM UM pouco relutante e hesitante em seguir em frente, MESMO SOZINHO OU com qualquer situação. Se não fosse para o meu coração PODER brilhar com um sentimento de liberdade NÃO ESTARIA AQUI. Eu apenas sinto isso! Tem a ver com me permitir expressar-me espontaneamente. Há conforto em estar em posse de minha própria personalidade ASSIM JÁ DISSE JOHANN GOETHE: "Não se possui o que não se compreende". E aqui falo da minha vida para você pensar que me conhece, TENTANDO ME POSSUIR. PORÉM FICA mais fácil enganar os meus inimigos com detalhes falsos. São profecias de mim e crônicas emocionais que VOCÊ me repreende com cada leitura SUA. Confio ao SEU entendimento a minha melhor imagem: física, moral e mental. A tensão entre a Lua e o Sol me assombra E AMEAÇA então meus  delicados "investimentos"! Eu não vou contratar AGORA uma "DELIVERY GIRL" para sair da rotina e permitir-me alguns prazeres, por isso estou disciplinando atividades sociais para a saúde do meu bolso. Mistura de dinheiro e amizades tende a ser igualmente perigoso, pois há um risco de prejudicar ambas as áreas. Uma advertência para nós de Clarice Lispector: "Acordei hoje com tal nostalgia de ser feliz. Eu nunca fui livre na minha vida inteira. Por dentro, eu sempre me persegui. Eu me tornei intolerável para mim mesma. Vivo numa dualidade dilacerante. Eu tenho uma aparente liberdade mas estou presa dentro de mim." EU SÓ NÃO QUERO SER TAMBÉM "INTOLERÁVEL PARA MIM MESMO". E VOCÊ?
           FAÇA TAMBÉM ESTE teste de caráter de sua alma! Você aceita a correção? Você pode ACEITÁ-LA com alegria? Você aprecia a repreensão? Você aprecia o reprovador? Sua atitude em relação à correção e repreensão diz mais sobre seu coração do que qualquer outra avaliação. Os tolos e os escarnecedores odeiam a correção e a repreensão, mas ambos morrerão na sua loucura. EU PROVOCO SUAS OBSERVAÇÕES A MEU RESPEITO PORQUE QUERO MELHORAR. "Compre a verdade e não abra mão dela, nem tampouco da sabedoria, da disciplina e do discernimento." Pv 23:23 NVI)
            Mas, estou fugindo dos como disse Paul Valéry:  "Quem não pode atacar o argumento ataca o argumentador." Eu preferia não ter liberdade de expressão e muitos vigiando o que eu digo, do que expressar-me livremente onde ninguém respeita minha expressão. Abaixo a democracia que os egoístas mandam, salve a ditadura onde os justos podem mandar.

Kllawdessy Ferreira

Comentários

Enviado por Kllawdessy Ferreira em 20/11/2016

Reeditado em 26/11/2016

Código do texto: T5829269 
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

O PROFESSORADO BIPOLAR (Pode me incomodar com sua alegria...)


Crônica

O PROFESSORADO BIPOLAR (Pode me incomodar com sua alegria...)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

         Hoje, minha sexta feira foi uma festa, nós antecipamos as celebrações do Dia do Professor. São nesses momentos que percebemos que os prazeres da vida estão mais presentes do que pensamos, e até mesmo as responsabilidades são vistas como agentes de estabilidade e bem-estar. Com tantos lanches gotosos e na companhia de tantas pessoas agradáveis, muito serviu para me estimular a criatividade. Agora creio que estou passando por uma revolução emocional. E estou certo que minha privacidade irá sofrer uma nova configuração. Pode me incomodar com sua alegria...
            Alegria de pobre dura pouco. Então essas situações são desbotadas por outras que se superam e muito! Já é outubro, estou me preparando para viver momentos de tristeza. POR ESTA época, a minha profissão não é apenas ensinar, é também dar uma nota para o aluno, eu preciso redobrar o meu cuidado com as tarefas de trabalho, para não ser erradamente acusado de erro. Mesmo assim a difamação profissional é frequente. A única preparação que tenho é abandonar a vaidade e deixar minha insignificante capacidade falar. DESEJARIA, pelo menos no final da semana, que fosse uma prisão para o coração. Mas hoje, eu nem vou dormir lidando com esse TAL diário eletrônico! Tenho de confessar a vocês que estou passando por uma forte transformação emocional: uma mistura de insatisfação e esperança, isso não é fácil de lidar, mas há uma luz no final do túnel dizendo que ainda posso acreditar no amor. A esperança das FÉRIAS é a distração do dia, me fazendo sonhar e criar uma bela obra. Eu vou viajar, aprender coisas novas, me inspirar... porque essa lamúria me cansa mais ainda.  
            TALVEZ VOCÊ SE PAREÇA COMIGO: SOU RUIDOSO. GOSTO DE FALAR; FALO muito; e FALO alto. ESTOU sempre pronto a dar a MINHA opinião, mesmo sendo geralmente ignorante a respeito do assunto em questão, tendo sido SOLICITADO ou não a dá-la. Se ME deparo com qualquer resistência, simplesmente aumento o tom. CORRIJO qualquer outra pessoa que esteja falando, buscando pequenos detalhes que são irrelevantes. SOU PROFESSOR! "Os sentimentos do coração humano, tanto a tristeza quanto a alegria, só são conhecidos por quem sente; ninguém pode ver, conhecer ou sentir as emoções de outra pessoa" (Pv 14:10 BV).

Kllawdessy Ferreira

Comentários

Enviado por Kllawdessy Ferreira em 30/10/2016
Reeditado em 26/11/2016
Código do texto: T5807545
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

ADMIRAÇÃO SEM BENEFÍCIO! (Amizade verdadeira entre um homem e uma mulher!)



Crônica

ADMIRAÇÃO SEM BENEFÍCIO! (Amizade verdadeira entre um homem e uma mulher!)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

           Esta sua admiração MENTAL, sem o calor do corpo, não me beneficia em nada, mais antes me odiasse e falasse mal de mim, como o fazem meus inimigos INTELIGENTE. PELO MENOS eu ganho a dedicação deles. Não há pior inimigo DO QUE um amigo POR METADE!
          Por isso, adoro a ideologia feminista, porque desbanca os donos de mulher, aqueles que batem nelas e perseguem os seus amantes. Apesar de que ainda continuo no prejuízo, elas rejeitam um dono e adotam uma dona. Mas, eu não entendo a mim mesmo, nunca percebi minha aversão a duas mulheres se pegando quando é hora do filme pornô.
           Então eu me perco porque perdi de vista meus objetivos de vida, eu me sinto preocupado e inseguro sobre o caminho que estou seguindo. Sou eu, através desta crônica, pedindo sua ajuda. Agora seria um bom momento para dedicar-me profundamente ao meu amor hétero, já que está tudo perdido mesmo, ou confirmar o celibato. O que é real é claro na coexistência. Mas pode não ser uma coisa confortável para mim continuar sofrendo de conflitos de relacionamento. Talvez uma conferência longa tivesse visto um tempo benéfico para fazer melhorias na vida doméstica, uma vez que alarga a minha percepção das necessidades do ambiente familiar.
           Há um coração! E eu tenho que ajustar alguns problemas de relacionamento com o sexo oposto. Depois, há estimulação cósmica para o amor profundo e maduro e muitos planos para um futuro único.
Kllawdessy Ferreira


Comentários

Enviado por Kllawdessy Ferreira em 22/11/2016

Reeditado em 25/11/2016

Código do texto: T5831510 

Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

sábado, 19 de novembro de 2016

DE LUNAR A LUNÁTICO (Descobri tarde na vida que quem olha para a lua vê estrelas!)


Crônica

DE LUNAR A LUNÁTICO (Descobri tarde na vida que quem olha para a lua vê estrelas!)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

            Hoje, é mais um dia de espetáculo no céu, não foi difícil descobrir que eu sou um "lunar", ontem passei muito tempo contemplando A "superlua", gostei tanto que me mudei MENTALMENTE para a lua cheia e fiz DELA O ESCONDERIJO íntimo dos meus mistérios. E eu ainda estou perdido no seu mapa. Eu queria encontrar as pessoas amigáveis que eu considero e confio, AQUELAS que dizem que estão ao meu lado, realmente querendo me ajudar e me dar apoio para alcançar meus objetivos, mas eu não AS vi. Como posso continuar confiando e ME apoiando NELAS, se NEM mesmo no "mundo da lua", eu não AS encontrei? Eu só quero um aviso, me dê um sinal para manter minhas esperanças de que você existe em algum lugar aconchegante, PREENCHA-me COM MOTIVAÇÕES VARIADAS PARA FAZER algo bom acontecer EM NOSSA VIDA, pelo menos provar a sua existência! Talvez minha parte nesta realização seja mais determinação e luta para levá-LHE ÀS estrelas. Caso contrário, vou me reduzir de "lunar" a "lunático"! Obrigado, Manoel Bandeira! Mas, EXPLIQUE-ME por que aquela estrela distante não baixava para minha companhia?! A lua não me basta!  Descobri tarde na vida que quem olha para a lua vê estrelas!
"A Estrela
Vi uma estrela tão alta, 
Vi uma estrela tão fria! 
Vi uma estrela luzindo 
Na minha vida vazia.

Era uma estrela tão alta! 
Era uma estrela tão fria! 
Era uma estrela sozinha 
Luzindo no fim do dia.

Por que da sua distância 
Para a minha companhia 
Não baixava aquela estrela? 
Por que tão alto luzia?

E ouvi-a na sombra funda 
Responder que assim fazia 
Para dar uma esperança 
Mais triste ao fim do meu dia."

           Então, olhando a Lua, eu também ouvi da "sombra funda" a voz da estrela da vez, tomada pelo ciúme:  
           — Talvez a estrela não baixasse a sua companhia por questões mais burocráticas, leis da natureza que só os físicos podem explicar, mas como no final do poema, a estrela brilhava para você! 
           — Obrigado, estrela querida, mesmo fazendo "mais triste o fim do meu dia", posso desfrutar de seu brilho frio por tabela! O brilho da lua! E assim mesmo, manter a esperança do amanhã ter um noite mais feliz.
            — Como brilha no fim do dia, posso deduzir que essa estrela possa ser o sol. Quem sabe essa estrela, num eclipse lunar, descubra seus mistérios! Só fala com a lua quem tem sol no coração!
            — Quem dera fosse o sol que me cobre de calor, durante o dia,  do qual toda natureza terráquea depende, portanto digno de desvendar meus mistérios, mas é noite em minha vida, e, além do mais, não se pode olhar para o sol diretamente com tranquilidade, assim como se olha para a lua, ou deve ser uma estrela distante mesmo! Ela é fria!    
            Só nos lamentos: Os hipócritas também brilham. AS crianças, que AINDA não aprenderam hipocrisia, mostram A PUREZA DE sua alma por suas ações. PORÉM OS ADULTOS se condenam, fingem ser sábios, declaram-se CRENTES BONDOSOS e tomam o nome de DEUS EM VÃO, É QUE a conduta do homem prova sua alma. Os hipócritas são expostos PORQUE IGNORAM suas palavras. "SE VOCÊ ENCONTRAR UMA ESPOSA FIEL E DEDICADA, ACHARÁ UM TESOURO MAIS VALIOSO QUE OURO E PEDRAS PRECIOSAS." (Pv 30:10 BV). Quando for rei, quero uma estrela em minha coroa!
Kllawdessy Ferreira

Comentários

Enviado por Kllawdessy Ferreira em 15/11/2016
Reeditado em 19/11/2016
Código do texto: T5824259 
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

sábado, 12 de novembro de 2016

A REPROVAÇÃO ESCOLAR NÃO INTERESSA A NINGUÉM! (Não é preciso morrer ou matar ninguém, professor!)


Crônica da Vida Escolar

A REPROVAÇÃO ESCOLAR NÃO INTERESSA A NINGUÉM! (Não é preciso morrer ou matar ninguém, professor!)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

           O pior e mais deplorável argumento a fim de passar à outra série um aluno sem mérito algum é perguntar ao professor: — "Você quer tê-lo novamente como seu aluno no próximo ano...?" O se ver livre por essas vias, termina por incentivar os sem sonhos a perturbarem mais ainda as aulas, atrapalhando professores e colegas. Descobriram o segredo! Mas, é assim que os coordenadores contribuem com a confecção de índices maiores de aprovação; coitados, também são pressionados de cima para baixo.
           A coordenadora de disciplina odeia muito ver o professor sentado à mesa, lendo e corrigindo as redações dos alunos, ou simplesmente escrevendo vistos no caderno deles, tanto que é tema em todas as reuniões pedagógicas. E aconselha-nos nervosamente sobre esse momento: — "Devem passar outra atividade no quadro para os alunos nunca ficarem um instante ociosos e evitar a bagunça". (Como se eles não tivessem outras disciplinas para estudar!). Ora, se os alunos sabem que serão aprovados automaticamente, vão se importar com mais uma tarefa no quadro, valendo os pontos prometidos!? O que esses evitadores de serviço não sabem, é que quando os alunos não querem estudar, tampouco se atentam às suas atividade e nem de uma e nem de outras matérias. Ninguém gosta de professor mesmo, jamais; todos usam-nos e abusam da boa vontade deles!
           No início do ano, todos da equipe escolar juntos em uníssono, reafirmamos o voto: — "Vamos aprovar só os alunos dedicados e estudiosos, sejamos rígidos, nossa escola é séria"! Agora, em um passo de mágica, logo o tempo prova o contrário, os bons propósitos mudam, e tornam-se  em nada à medida que os projetos de recuperação paralela, feira de ciências e interclasses não funcionam.  De forma alguma, não se enganam mais os alunos; os espertos nunca querem estudar e pronto, eles continuam usando de todo subterfúgio espúrio para se dar bem. A escola, por sua vez, também tentando lucrar. Aqui une a fome com a vontade de comer: o professor quer também se dar bem.
           No final, terceiro bimestre em diante, a pressão psicológica aumenta em cima do professor (enquanto deveria ser em cima do aluno), é um assédio moral aqui, outra imoralidade ali, uma falta de ética acolá e assim vamos que vamos, contanto que todos os alunos sejam promovidos. A reprovação não interessa a ninguém. Se o professor por descuido ou uma expressão de justiça deixa algum aluno com nota abaixo da média, no final do ano, quando vai ver, os que mexem no diário eletrônico colocaram os alunos "especiais" promovidos. 
           Observei também durante o ano, é precisamente no quarto bimestre, que aumentam as denúncias sobre professores. As mais banais, versando sobre o comportamento moral, espiritual, ético e profissional do professor dentro da sala, questões pessoais e outros assuntos particulares, trato com notas, até o modo do professor se vestir. Porém, o fim é sempre o mesmo, capitação de nota para conseguir, de qualquer jeito, a aprovação. Tudo isso reforçado ainda mais com a visita de pais "nunca" vistos no ambiente escolar, "barraqueiros" e ameaçadores, aqueles sabedores do endereço da secretaria da educação, e de todos os seus telefones. Há outros mais educados, simples e descaradamente oferecendo-nos suborno e propina em troca de aprovação dos filhos.
             Contudo ainda, falando da dependência curricular, o aluno, por último, será promovido mesmo que fique reprovado em duas matérias, ele nem se preocupará, pois um "trabalhosinho" lhe esperará para cumprir o feito. É lógico, o professor de jeito nenhum quer trabalho extra no próximo ano, então é melhor ficar livre de problema agora mesmo! E no final, não é preciso morrer ou matar ninguém!
Kllawdessy Ferreira

Comentários

Enviado por Kllawdessy Ferreira em 08/11/2016
Reeditado em 12/11/2016
Código do texto: T5817005
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.