"Meu pensamento está igual a chaminé do conclave, em votação para decidir meu futuro." (Dani Leão)

"Não é só porque tem votação que tem democracia" (wagner castilho)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

sábado, 3 de março de 2018

TRUMP DEFENDE PROFESSORES ARMADOS ("Uma escola sem armas é um convite para pessoas ruins" — O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump)


Crônica

TRUMP DEFENDE PROFESSORES ARMADOS ("Uma escola sem armas é um convite para pessoas ruins" — O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

            Por faltar a sala dos professores, fiquei, por uma aula vaga, na sala da coordenação. Você pensa que consegui fazer alguma coisa útil?  De forma alguma! Aliás, só não saí correndo dali, porque exerci grande capricho. E se tivesse armado, fazia aquele indivíduo irritante calar-se! Talvez, se eu não tivesse escrito esta crônica, nem tinha aproveitado nada.
           Parecera-me tudo tranquilo, até quando a coordenadora entrou pisando duro, com um aluno resmungando atrás. Então, ordenou ela: — Sente-se aí, você está suspenso das aulas por 3 dias. E quero falar com sua mãe.
           E o aluno imediatamente sacou do aparelho e falava à sua mãe como um patrão autoritário, dando ordens que viesse ao colégio imediatamente. Isto posto, ele mesmo disse à coordenadora, segurando o aparelho no viva voz: — Fale aqui, mas não toque em meu celular.
           Assim confirmou a desvantagem da coordenadora, que aos berros, tentava explicar à mãe, via telefone, sobre o filho dela lhe ter xingado de "safada" e "vagabunda". Foi aí quando ele a interrompeu mais uma vez, desmentindo o relatório da professora denunciante, xingando-a também de mentirosa, doida e outros palavrões a mais. Por isso, a coordenadora aumentou a suspensão para 4 dias. À vista disso, a coisa ficou pior. Porém, eu fiz questão de permanecer, ali, atentamente, até porque, em caso de justiça, serviria de testemunha a favor da coordenadora. Eu poderia me eximir por vingança pelas muitas vezes que ela foi à minha sala, advertir alunos passeadores de banheiro, e me ameaçar de advertência também, se os deixasse sair, fortalecendo-se perante os alunos, diminuindo-me. Professor armado intimidaria colegas também? Todavia aquela situação estava demais digna de dó. Entretanto, até certo ponto, interessante, eu estava curioso para ver a chegada da mãe e o desfecho do caso.
            Há, mais ou menos, dez minutos, chegou a mãe, conquanto o desnível da relação agravou-se, ficou dois contra um, ou melhor, o 7x1 da Alemanha. Seria impossível para eu, um mero cronista, descrever as sensações e as motivações de tantos desrespeitos em poucos minutos. No entanto, fechando o embate, a coordenadora  estende o atestado de suspensão para a mãe assinar, foi quando o aluno gritou: — Não assina não, mãe! Ela titubeou e gastou mais umas verbosidades de humilhação, e saíram dizendo que de jeito nenhum ia ficar assim...
           Aquele rapaz tinha sido um dos meus piores alunos do ano passado e sua mãe também fora minha aluna ali naquele colégio. Quem está errando? Consequências são determinadas pelas leis divinas! E ainda precisaria de arma de fogo?
           Logo, as funcionárias da limpeza correram com água e açúcar, a coordenadora estava visivelmente abatida e envergonhada, mostrando-me as mãos pálidas e trêmulas, disse: — Isso é para você ver o que a gente passa aqui, os professores têm de nos ajudar, fazendo relatório! Nessa situação, senti-me culpado e massacrado novamente. Quantos relatórios são precisos?
           A escola não precisava ser assim! O que fez a sociedade descrer tanto do ensino público? Por que ninguém tem mais o respeito devido às "autoridades" da escola? O referido aluno vai voltar à sala de aula e continuar com o mesmo comportamento! A coordenadora e os professores, cientes do ocorrido, terão medo de tomar qualquer medida disciplinar contra ele, evitando tamanho desgaste físico, metal e moral novamente ou pior. Sem falar sobre ele cantando de galo para os coleguinhas, e a bola de neve se avolumará. Como poderia ele ter chegado ao segundo ano do Ensino Médio? Se for expulso, poderá voltar e metralhar os inimigos, fazendo uma chacina no colégio, igualmente acontecera nos Estados Unidos, e em Realengo no Rio de Janeiro, e em Goiânia no colégio Goyases etc. Porque a moda é um alimento viciante.
          Trump, o presidente dos Estados Unidos, apoia armar professores para evitar matanças nas escolas. Assim sendo, fiquei pensando, se aquela coordenadora tivesse uma arma legal naquele instante! E se eu também tivesse armado ali, faríamos aquele aluno calar-se? "Num encontro com pai de jovens mortos em matanças, o presidente mostrou-se partidário de armar os professores como maneira de evitar esses recorrentes banhos de sangue." (https://oglobo.globo.com/mundo/trump-defende-professores-armados-mas-so-os-que-tem-habilidade-22421144) - Acessado em 03/03/2018.
           NA SALA DA COORDENAÇÃO POR UMA AULA VAGA, convenceram-me que escola inclusiva é o pecado da educação pública no país. A delinquência é contagiante mais rapidamente que o conhecimento! De certa forma, a escola merece desacatos, para aprender ser seletiva e eficaz, pois alunos indisciplinados como esse, ela os troca de sala, atropelando os registros da avaliação contínua, mas não se importa se os professores terão de trabalhar mais e continuarão submetidos às mesmas situações de xingamentos e ameaças, é "cutucar a cobra com vara curta"! Temos de salvar os poucos que ainda querem estudar; não lhes apodrecer por osmose, misturando-os à podridão vadia.
Kllawdessy Ferreira

Comentários

Enviado por Kllawdessy Ferreira em 24/02/2018

Reeditado em 03/03/2018

Código do texto: T6263206 

Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Postar um comentário