"Torna-te aquilo que és." (Friedrich Nietzsche)

"Não existem más influências, existem pessoas sem personalidade própria." (Demi Lovato)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

ACEITA-SE INOCENTE por CULPADO (Quanto vale uma promessa que os pais fazem para os filhos pagarem?)

PENSAMENTO

ACEITA-SE INOCENTE por CULPADO    (Quanto vale uma promessa que os pais fazem para os filhos pagarem?)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

          Todos os que sofrem devem saber o porquê de sua dor, ou pelo menos, suspeitarem, com muita força, da causa. Deus seria injusto demais por fazer experimentar o sofrimento pessoas inocentes. Afligir alguém sem dar-lhe explicação faz do sofredor apenas uma vítima, mas não o considera um educando. O sofrimento visa a correção quando justificado! Caso contrário, o castigo é somente objeto de vingança. Assim, salva-se o atual sistema repressor em nome da educação?
          A prece prontamente atendida é: Não fiz por merecer...! Agora, tem gente usando como chicote, ao bater em outros, a autoridade sem causa, lembrando que o tal chicote se desgasta a cada golpe. E o feitiço se tornará contra o feiticeiro. Isso explica o caos! No último dos casos, ao sofredor: Quem mandou “jogar pedra na cruz”!? É inconcebível o inocente pagar pelo culpado. Outra coisa incompreensível a mim, pois de jeito nenhum entendo, é o valor dos votos que os pais fazem esperando os filhos pagarem. Pessoas irresponsáveis fazem muitas promessas sem a intenção de cumpri-las. Político em campanha eleitoral também procede assim!
          Contratar uma pessoa e depois submetê-la ao sofrimento espetacular (sacrifício aos deuses) é requerer para si a aplicação da justiça divina sobre quem jamais poderá ver o final da história. O Jó, da lenda bíblica, era uma espécie de sacrifício ao Diabo, provando ao universo que Deus recompensa aos "fevorosos" da vida. Por tanto, deve ter ficado bem claro a ele, e agora para nós, sobre o perdão Divino que não nos salva das consequências. Assim, sendo, nos salvará de que, afinal? Das ameaças impostas por Ele mesmo?
Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 08/02/2011
Código do texto: T2780331

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Comentários


Postar um comentário