"Até o palhaço mais alegre do circo, pode chorar em um dia de folga." (Nátaly Seckler)

"Um bom descanso é metade do trabalho." (Provérbio iugoslavo)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

domingo, 18 de agosto de 2013

Ser estudante


Enviado em 17/08/2013 às 21h17

Ser estudante

DIÁRIO DA MANHÃ
MÁRCIA CARVALHO
“Persiste em ler...e em ensinar. Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia [...].”
(Timóteo 4: 13,14)
Tenho buscado, durante todo o tempo em que escrevo para este conceituado jornal, não me esquecer de algumas datas comemorativas presentes em nosso calendário. No domingo passado coincidiu de ser tanto Dia dos Pais como Dia dos Estudantes. Assim, optei por homenagear e cumprimentar os estudantes nesta edição do Diário da Manhã visto que na edição passada falei para os pais.
O estudante está para o educador, como a água está para a vida. É inadmissível um sem o outro e, eu sou uma apaixonada pela educação. Dediquei e dedico minha vida à causa educacional, pois, compreendo que a educação que busca a formação integral do aluno e da aluna é a mola mestra que transforma o mundo e o transforma para melhor.
O Dia do Estudante é comemorado, no Brasil, no dia 11 de agosto. A data foi criada em homenagem à fundação dos dois primeiros cursos de Ciências Jurídicas do País, um em São Paulo e o outro em Olinda, este último mais tarde transferido para Recife. Neste mesmo dia 11, devido ao fato dos cursos serem na área jurídica, comemoramos também o Dia do Advogado. Durante este período da História do Brasil, quem queria e podia estudar tinha que ir a Coimbra, em Portugal e, a única opção era o que convencionalmente chamamos de Curso de Direito. O interessante, é que não havia o leque de opções em cursos que hoje temos o que às vezes deixa nossos alunos e alunas na indecisão, não sabendo qual curso escolher e assim definir a profissão que irá seguir. Digo interessante, pois, a cultura da época não oferecia opções para os jovens que não queriam seguir carreira dentro das Ciências Jurídicas. 
Como bem disse Samuel Johnson: “Grandes obras não são feitas pela força, mas por perseverança”. E o Estudante é um ser que persevera diariamente. Sua luta é cotidiana e processual. Em nosso país temos as seguintes modalidades de educação definida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira: Educação Infantil, Ensino Fundamental – Anos Iniciais e Finais Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos, Ensino Técnico, Pós-Médio, Ensino Superior, Tecnólogo, Bacharelado, Pós-Graduação, Especialização, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado.
No ambiente educativo, ou seja, nas unidades escolares a prática de ensinar e aprender, acontece de forma intencional e objetiva alcançar  todos os educandos. É evidente que a educação no país na atualidade, avançou muito e procura respeitar e adequar-se a diversidade cultural, típicas de cada região, à suas próprias necessidades de observar a existencia de um currículo nacional mínimo, o que garante oportunidades iguais a todos quanto ao acesso ao mundo educacional como o mundo do trabalho. Só através da educação as classes sociais se unificam, passando a possuir as mesmas possibilidades de vencer.
Ser estudante independe da região do mundo em que a pessoa esteja. Ser estudante requer uma série de sacrifícios e engloba uma variada gama de posturas e atitudes que visam sobretudo a realização pessoal no amanhã. Quem é estudante, o é no dia de hoje. Seu lema é aprender, aprender e aprender cada vez mais. O estudante durante todo o tempo que passa nas instituições de ensino, busca sobretudo sua realização pessoal. Para o estudante o ontem já não existe, o que vale realmente é o agora  e o amanhã. E para ter um amanhã melhor é preciso estudar e estudar muito.
Ser estudante não é uma tarefa fácil, entretanto é gratificante. Somente pela educação conseguimos nivelar anseios e realizações de pessoas oriundas de todas as classes sociais. Não é mérito da questão abordar aqui e debater as desigualdades sócioeconômicas do mundo. O que gostaria de deixar para todos os estudantes é que aquele e aquela que efetivamente se esforça e estuda, têm possibilidades infinitas.
Como já disse anteriormente, não existe educador sem discentes. E são vocês estudantes que nos mantêm com a energia e a alegria de saber que a cada dia ao ensinarmos aprendemos muito mais.
Parabéns Estudantes goianienses, goianos e de todo o Brasil, deixo a todos e a todas a sabedoria dita pelo grande educador Paulo Freire: “Ninguém nasce feito, é experimentando-nos no mundo que nós nos fazemos.”
(Márcia Carvalho, pedagoga; psicopedagoga; mestre – Sociedade, Políticas Públicas e Meio Ambiente; diretora Administrativa – Câmara Municipal de Goiânia)
Postar um comentário