"Tardar não é falhar. É apenas o ato de ponderar." (Milena Jane Maluf)

"A maneira mais correta de resolver um problema é transferir para outra pessoa." (Vitor Curioso)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

domingo, 4 de agosto de 2013

AS BRECHAS DAS LEIS (A máscara de idiota também cai!)



Crônica

AS BRECHAS DAS LEIS (A máscara de idiota também cai!)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

           Na educação, é como no futebol, tem-se por técnico os que não jogam mais nada. Talvez Scott Adams esteja coberto de razão quando diz: "Os trabalhadores mais incapazes são sistematicamente promovidos para o lugar onde possam causar menos danos: a chefia."
           Esse pensamento vem a calhar bem no sistema educacional público, bem próximo de nós. Para aquele da unidade escolar, por motivo de doença ou impossibilidades quaisquer, inventam-se um desvio de função para ele na secretaria da mesma escola. Então promovem-no, nunca vi um professor impossibilitado para sala de aula, trabalhando na cozinha ou limpeza de uma escola, ainda que vá para a merenda escolar, vai para gerência. Ou vai para dar ordens na biblioteca que não funciona, ganhando o mesmo salário da função anterior. Não estou dizendo que está errado, se eu vier a precisar de um desvio de função, gostaria que fosse assim, e quem não gostaria! Porém, o mérito da questão que levanto aqui é que se forma na educação uma diretoria de líderes inválidos de toda natureza. Talvez isso aconteça frequentemente por que continuam ganhando o mesmo salário da função anterior. Aí a justiça diz: "Reiterada vezes, o Supremo Tribunal de Justiça decidiu que o servidor público desviado de sua função tem direito a receber os vencimentos correspondentes à função desempenhada, pois, caso contrário, ocorreria inaceitável enriquecimento ilícito da Administração." ( http://lfg.jusbrasil.com.br/noticias/1039763/stj-edita-nova-sumula-sobre-desvio-de-funcao ). (acessado em 04/08/2013).
           Então sugiro que arranje uma aposentadoria compulsória e com ganhos proporcionais ao tempo de contribuição aos que não podem mais exercer a função para a qual foram concursados e se capacitaram bem. E assim, enxuga-se a máquina, dando qualidade a equipe, evitando a resistência que muitos aplicam para não obedecer a quem eles julgam inferiores profissionalmente, ou menos diplomados que eles, mas que estão na chefia.
           Quero fechar esta crônica com estas duas pérolas de brasileiros pensantes com o intuito de provocar uma reflexão: "Há tantos burros mandando em homens de inteligência que às vezes fico pensando que a burrice é uma Ciência". (Ruy Barbosa). "Finge-te de idiota, e terás o céu e a terra". (Nelson Rodrigues). "Os idiotas são mais felizes. Eles não sabem que vão morrer" - Cazuza. 
            Já que perguntar não ofende, será que máscara de idiota nunca cai!? 

Claudeko Ferreira
Enviado por Claudeko Ferreira em 17/02/2013
Reeditado em 04/08/2013
Código do texto: T4144700
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Postar um comentário