"Torna-te aquilo que és." (Friedrich Nietzsche)

"Não existem más influências, existem pessoas sem personalidade própria." (Demi Lovato)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

sábado, 15 de novembro de 2014

AULA SHOW (Quem é o professor show, seria o que ministra aula show?)



Crônica

AULA SHOW (Quem é o professor show, seria o que ministra aula show?)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

           Quem é o professor show, seria o que ministra aula show? É o sonho de todo coordenador pedagógico ter na sua unidade escolar só professores show, do tipo que suas aulas sejam criativas e atraentes, como aquelas dos profissionais dos cursinhos de vestibular! Que pena, apesar dos professores quererem tanto estar na mídia, mas não é possível que todas as aulas sejam um show. A culpa é do próprio sistema engendrado pelos pedagogos administradores e técnicos que forçam para o trabalho deles também ser um show, amassando os que deles dependem para subjugá-los com metodologias estranhas ao verdadeiro papel da escola, pois a maleabilidade é um forte indicador de seu sucesso: "o bife que nos alimenta quanto mais apanha mais macio e gostoso fica"!
           Não é possível que todas as aulas de Língua Portuguesa seja uma peça teatral, a menos que eu não tenha compromisso com o currículo mínimo adotado e recomendado pela Secretaria de Educação. Pois, alguns momentos preciosos dos 50min da aula é tomado todos os dias com chamada de aluno no jeito tradicional. Toma-se outra parte do tempo para a facção e verificação das atividades em classe para aquisição de nota, tarefa para casa nem pensar, o aluno público já está no mercado de trabalho, e a única forma de promoção é facilitada. A distribuição do lanche vai além do recreio, distribuído na sala. E não tem um dia sequer sem as interrupções variadas de propagandistas de produtos  não compatíveis com o ambiente escolar. Somam-se ainda as visitas da administração da unidade em sala, com avisos e distribuição de bilhetes,  também demandando o tempo da aula e a atenção dos alunos. Os alunos da sala vizinha vêm pedir coisas emprestadas e é permitido, pois os livros e lápis são escassos, sem falar do Grêmio Estudantil. Essa movimentação diversificada talvez seja a aula show tão esperada que eu não estou vendo debaixo de meu nariz, chego a pensar isso, pelos favorecimentos e naturalidade com que acontece.
           O aluno, cliente do show, gosta porque não tem que fazer nada é só assistir, o mestre faz seu show(zinho) e se algum estudante quiser fazer alguma atividade que seja em casa. Vejam a participação da classe  nesta aula modelo: (https://www.youtube.com/watch?v=fgjmGPO6qww) (acessado em 15/11/2015). Será que é dessa "palhaçada" que o sistema educacional precisa para sair do caos?  Nesse caso, o professor é um compositor; logo então, o Estado terá que contratar só músicos, mágicos, dançarinos, palhaços e atores para dar aulas, pois sendo só professor não servirá. E assim os alunos serão tão cultos como são espirituais os que ouvem e cantam música gospel, o milagre das versões: adaptam apenas uma letra sacra na melodia de uma outra canção mundana e louvam seus ídolos, ou melhor, seus deuses! Lembrando que pelas minhas tentativas, alguns se atreveram a me apelidar de professor "Girafales". E no final será como canta o Rei Roberto Carlos: 
"O show já terminou
Vamos voltar à realidade
Não precisamos mais
Usar aquela maquiagem
Que escondeu do nós 
Uma verdade que insistimos em não ver".           
Claudeko Ferreira

Comentários

Enviado por Claudeko Ferreira em 09/11/2014
Reeditado em 15/11/2014
Código do texto: T5028657
Classificação de conteúdo: seguro

Postar um comentário