"A sabedoria e a exclusão andam juntas. Quanto mais você sabe, mais excluído você é." (Igor Chiesse)

"Você pode sobreviver, mas sobrevivência não é vida." (Osho)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

sábado, 25 de abril de 2015

O QUE REALMENTE VALE A PENA? (Prefiro viver lutando que parar para ser feliz e atrofiar meus talentos.)


Crônica

O QUE REALMENTE VALE A PENA? (Prefiro viver lutando que parar para ser feliz e atrofiar meus talentos.)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

            Eu estava lendo Mario Quintana, e ele me impressionou com essa frase: "A felicidade bestializa, só o sofrimento humaniza as pessoas." Então lhe questionei, dizendo que não precisamos procurar o sofrimento, ele é inerente! Mas, a felicidade se procura sim! Lembrei-me do John Stuart Mill: "Aprendi a procurar a felicidade limitando os desejos, em vez de tentar satisfazê-los." Tudo em nome da humanização! Por isso, não gosto de comer, de dormir, de "foder" e tomar banho! Só o necessário para manter o grau de infelicidade que já consegui. kkkkk Pensando nisso: como apenas para viver e me privo do viver para comer; Dormir se parece muito com morrer e não me agrada essa ideia; "transar" é muito esforço para pouco prazer, o orgasmo de 5 segundos não vale a meia hora de suor; banhar estraga a pele, os óleos naturais nos protegem dos que querem nos picar. E me defendo com as palavras de Albert Einstein: "Jamais considerei o prazer e a felicidade como um fim em si e deixo este tipo de satisfação aos indivíduos reduzidos a instintos de grupo". Por que as pessoas comuns se esforçam tanto para mostrar que estão sentido prazer ou desfrutando da vida? Fazem de tudo, e há aquele que se senta à porta da rua com uma latinha de cerveja na mão para ser visto por muitos que ele bebe e farreia, é o "lascadão na vida".
             Agora compreendo o filósofo, Luiz Felipe Pondé quando disse em seu texto: "Deus me livre de ser feliz": "A mania da felicidade nos deixa retardado" Preparar-se para o pior é uma forma de antecipar a qualificação para ter prazer depois. Depois de tudo, posso dizer que só o combate nos faz felizes. Uma vitória prenuncia outra luta. querer ser feliz é querer parar de sofrer e sem sofrimento é parar de viver. Visto que prefiro viver lutando que parar para ser feliz e atrofiar meus talentos. Na luta há outra felicidade!
Klawdessy Ferreira

Comentários
Enviado por Klawdessy Ferreira em 18/04/2015
Reeditado em 25/04/2015
Código do texto: T5211388
Classificação de conteúdo: moderado

Postar um comentário