"Até o palhaço mais alegre do circo, pode chorar em um dia de folga." (Nátaly Seckler)

"Um bom descanso é metade do trabalho." (Provérbio iugoslavo)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

QUEM ABANDONA, A SI MESMO ABANDONA (Abandono é quando o barco parte e você fica—Sandra Regina)



Prosa Poética

QUEM ABANDONA, A SI MESMO ABANDONA (Abandono é quando o barco parte e você fica—Sandra Regina)

Por Claudeci Ferreira de Andrade
           Hoje me sentindo o Maior Abandonado do Cazuza, procurando me apoiar em alguém. Como alternativa, estou perdido porque ainda estou me adequando a uma nova situação em que muda sempre as regras e condições, é assim todo começo de ano letivo.

“Migalhas dormidas do teu pão
Raspas e restos
Me interessam
Pequenas porções de ilusão
Mentiras sinceras me interessam
Me interessam...”
E devo também considerar que no recesso, eu perdi alguns aspectos dessa pessoa dentro de meu próprio ser. Talvez seja o caso de ter que me recuperar e me reconhecer novamente. Muitas vezes, a vida parece uma viagem em um círculo e torna-se confusa como se ela não me levasse a lugar algum. Eu não vejo opções ou não tenho a capacidade de saber o que fazer. Tenho sentimentos de isolamento, e meus movimentos não estão conduzindo ao progresso. Tanto no campo profissional, relacionamento ou valores pessoais. Isto é, apenas a incapacidade de ver onde uma escolha me levará se eu fizer isso ou aquilo. A minha inércia mental também enfraquece minha capacidade comunicativa agora, predispondo-me a julgamentos motivados pela emoção sobre a razão. Sinto um misto de medo e curiosidade. Mesmo assim, essa heterogeneidade circunstancial sugere que estou aberto a ouvir uns aos outros e considerar diferentes pontos de vista. Será uma boa aprendizagem. QUEM ABANDONA, A SI MESMO ABANDONA. Ou QUEM ABANDONA A SI MESMO, ABANDONA. Ou QUEM ABANDONA A SI, MESMO ABANDONA. Ou QUEM, ABANDONA A SI, MESMO ABANDONA.
           Eu sempre desisti de alguma coisa para obter outra melhor. Deixei de lado os prazeres e o tempo livre das noites de sábado para me preparar e dar boas aulas. Deixei de lado a diversão passiva da televisão para manter meus olhos nos livros. Abandonei os meus amigos que preenchiam meu tempo para alimentar a alma com o silencio da solidão. Abandonei os membros de minha família que ainda acreditam em mim! Desisti de outros empregos onde teria outras oportunidades para ser um bom professor. Mas agora, foram os prazeres, as diversões, os amigos, as farras, a família que me abandonaram! A vida é cíclica!
Kllawdessy Ferreira

Comentários
Enviado por Kllawdessy Ferreira em 15/01/2017

Reeditado em 17/01/2017
Código do texto: T5882743 
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Postar um comentário