"Lembrar é fácil para quem tem memória. Esquecer é difícil para quem tem coração." (W. Shakespeare)

"Se me esqueceres, só uma coisa, esquece-me bem devagarinho." (Mario Quintana)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

MINHA FUNÇÃO UNIVERSAL CONTINUARÁ (Se não sou insubstituível, a responsabilidade é sua.)


Crônica

MINHA FUNÇÃO UNIVERSAL CONTINUARÁ (Se não sou insubstituível, a responsabilidade é sua.)


           Por Claudeci Ferreira de Andrade

       Já sofri três acidentes de moto! Aconteceram para Inimigos e amigos ficarem felizes ou infelizes respectivamente: A união faz a força ou a unânime tristeza, pois ainda não morri! Deus faz de mim o que Ele bem quer: cuida! Afinal, não pedi meu nascimento e nem estou pedindo minha morte! E Vai ser sempre assim até ao limite máximo. O outro acidente mais grave e anterior a esses, foi quando fui aprovado no concurso ao professorado do Estado de Goiás, 1998, o primeiro colocado em Língua Portuguesa para a região de Aparecida e Senador Canedo, foi reincidente, aprovado novamente no concurso municipal para professor de Senador Canedo, 2002. 
           Enquanto isso, a minha oração é: Deus me RESGUARDE dos meus amigos e admiradores. ("As coisas mais desagradáveis que os nossos piores inimigos nos dizem pela frente, não se comparam com as que os nossos amigos dizem de nós pelas costas" - Alfred de Musset).  E me dê força, luz, resistência, coragem, inteligência e sabedoria para eu  também ter a salvífica felicidade de cuidar dos meus inimigos, ou melhor fugir deles ileso. Não posso deixar este mundo sem sentir experimentalmente todas as sensações degradantes e não degradantes possíveis. Desculpem-me por eu ainda existir (Obrigado Descartes - Penso logo existo)! Meu poder se encerra unicamente no desejar profundo! Então, mova-me antes do tempo e será removido injustamente!
            Mas, chegará a vez, quando perceberá o tamanho do vazio que terá o Sistema Educacional sem mim, com toda segurança, a minha morte unirá o mundo em busca do equilíbrio no organismo até se revelar meu substituto. Quando morre uma célula, nasce outra no lugar dela automaticamente, é só uma questão de tempo, se assim não fora, fica apenas uma cicatriz feia, formada por células tronchas. Meu orgulho só lamenta porque ninguém é insubstituível. Tudo é vaidade!
Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 07/10/2010
Código do texto: T2543103

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Comentários       Comentar


17/10/2010 12:48 - Graci
51 como eu, uma boa idéia! olha, seu pensamento tá valendo... Um abraço, Graci



12/10/2010 20:32 - Miralva Viana
Olá!Claudeko, Penso que é por aí. Nada acontece por acaso, tudo tem uma razão, uma finalidade. Abraços!



07/10/2010 15:03 - Renato Dieckson
Belo. Parabéns, Aplausos de pé deste humilde autor que vos escreve



07/10/2010 14:59 - Lucineide dos Reis
Provavelmente Deus tem um plano em sua vida?!



07/10/2010 14:40 - Su Lucena
ta aí uma verdade.




Postar um comentário