"Não é o significado da vida, mas o sentido dela." (May Iakulo)

"Que eu não aprenda o significado da vida, no ultimo minuto do segundo tempo." (Day Anne)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

QUEM SE IMPORTA COM OS PROFESSORES? (REFLEXÃO PARA O DIA DO PROFESSOR)

CRÔNICA

QUEM SE IMPORTA COM OS PROFESSORES? (REFLEXÃO PARA O DIA DO PROFESSOR)

Por Claudeci Ferreira de Andrade
         Vida de professor dignifica o homem e o promove a um grande ser humano. É o ser que abre mão de todas as oportunidades de projetar-se socialmente, pois todas as outras profissões têm o prestígio que merecem, mas o professorado não! Ao escolher ser professor, alimento ainda o grande desejo de servir melhor a sociedade. Mas, só vejo impossibilidades mil! Quem teria a capacidade de aferir a largura e a profundidade do valor da atuação de um educador para que o dignifique justamente?
          É difícil para eu dizer isso, especialmente porque sou um deles, mas o professor competente já influenciou os mais nobres cérebros, os que estão nas culminâncias da sociedade. Porém, são estes mesmos que deveriam ver a utilidade e a importância daqueles que os ajudaram a formar as bases do conhecimento que usarão o resto de sua vida. As autoridades políticas do país não adotam uma política de reconhecimento ao professor assim como prestigiam as outras profissões financiadoras  das grande campanhas eleitorais. Não é ciúmes, é coerência! Não reivindico méritos aos que querem exaltar-se a sim mesmos como pessoa somente; aos que buscam alcançar os aplausos e o favor da sociedade; aos que são regidos pela ambição, aos que têm por alvo principal serem grandes, aos que amam a fama; aos que cobiçam honras. Não. Mas, sim, aos que só desejam exaltar o magistério; aos humildes que procuram refletir o bom exemplo; aos que preferem ser usados pelo saber; aos que têm por objetivo supremo ser o mestre ideal; aos que amam os seus bons alunos; aos que não prejudicam a honra geral.
          Quando meu amigo, Professor Murilo, em tom de brincadeira, nomeia-me de "Sacerdote da Educação", então ele me ensina que a grandeza desse ofício está no viver desprendido ao servir. E devo crer que fui escolhido por Deus para fazer o que estou fazendo. Mas, se esse trabalho não atrai honrarias a mim, pelo menos tenho a certeza que me dar capacidade de ser cada dia melhor no serviço de formar cidadãos e a mim mesmo.
          Uma das coisas essenciais nas quais se deve pensar nesses dias: é a necessidade de aprender cada vez mais para servir aos necessitados com o prazer à altura que nenhuma ambição pessoal pode jamais alcançar.  O educador nunca será um verdadeiro educador, a menos que leve muito a sério o significado de ensinar.
          Porém, o que vemos é que nem os próprios professores se importam com eles mesmos! Onde estão as assembleias de reivindicações?
Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 15/10/2010
Código do texto: T2558128

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários






Postar um comentário