"A sabedoria e a exclusão andam juntas. Quanto mais você sabe, mais excluído você é." (Igor Chiesse)

"Você pode sobreviver, mas sobrevivência não é vida." (Osho)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

sábado, 8 de fevereiro de 2014

PROFESSOR(,) BOM PIA! ( Aulões de conteúdos genéricos resolvem tudo!)


Crônica

PROFESSOR(,) BOM PIA! ( Aulões de conteúdos genéricos resolvem tudo!)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

          Período de Intensificação da Aprendizagem! Bons tempos, quando não se precisava disso, para disfarçar que ainda se tinha fôlego! Seria bem melhor nomeá-lo de: Período de Intensificação do Ensino Retroativo (PIER-Estrutura construída sobre o mar para atracação de embarcações)! A última cartada da unidade escolar para ressuscitar os ânimos em direção aos objetivos comuns.
           Tendo em conta as sugestões oferecidas pela secretaria de estado da educação, fica difícil para a coordenação do colégio viabilizar os critérios de atuação nesse tal PIA, também tendo em conta a heterogeneidade circunstancial. Ainda mais, quando se expõe, em reunião de professores, esses fiascos pedagógicos, tentando, em nome da democracia, responsabilizar todo mundo. Mais de uma hora de debate, no Trabalho Coletivo Escolar (TCE), simplesmente para se perder no meio do caminho, onde começam as mil e uma arenosas bifurcações. Na verdade, ninguém sabe lidar com essa tapeação toda sem ferir os bons princípios: Acrescenta-se a nota do PIA no resultado preliminar do quarto bimestre? Substitui-se a nota do terceiro bimestre? Substitui-se a nota do semestre? (Como se o professor tivesse poderes para ressuscitar defunto). Qual será o ponto de corte para que o aluno participe, obrigatoriamente, do PIA? O que será desenvolvido pelos professores durante este período? E já é de se esperar que termine sempre do mesmo jeito, com as outras possibilidades! Quais? Aquelas, frutos da improvisação. Então "se o sonido da trombeta for incerto os soldados não se levantarão para a guerra".
           Cada unidade escolar tomou um rumo diferente, uma forma diferente de gerir o PIA. E o aluno já reprovado por nota, terá nova chance de obter seu status restaurado e, no final, até portar uma nota melhor que os bons dispensáveis do PIA!!!
           Tudo isso demanda mais trabalho dos professores para facilitar a vida dos que brincam de estudar o ano todo e que consomem infrutiferamente o dinheiro do governo. Enfim, todo movimento desta última pedagogia é no sentido de forçar o professor passar o aluno. Porém tudo resulta em: mais planos de aula, mais relatórios, mais isso e aquilo, para resultar em mais números para os índices do governo. Até porque, eu duvido que seja mais crescimento intelectual para o alunado dependente e domesticado da educação pública. E no caso aqui, aulões com todo mundo misturado! Que conteúdos serão ministrados nesse curto período de tempo: GENÉRICOS? Por fim, é mais simples do que se pensa, o professor que aprovou todos os seus alunos não precisará PIA(r).
Claudeko Ferreira
Enviado por Claudeko Ferreira em 24/10/2013
Reeditado em 08/02/2014
Código do texto: T4540186
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Postar um comentário