"Meu maior sonho depois do ENEM 2016 é: Ler todas as redações." (amauri valim)

"ENEM... Um jogo de muitos chutes e poucos goollsss..." (Clébio Carvalho)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

sábado, 24 de setembro de 2011

IMPUNIDADE: “CABARÉ DE CEGO” ("A impunidade é segura, quando a cumplicidade é geral" - Marquês de Maricá)

CRÔNICA

IMPUNIDADE: “CABARÉ DE CEGO ("A impunidade é segura, quando a cumplicidade é geral" - Marquês de Maricá)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

          Um homem fardado e armado, cheio de patentes, deu uma palestra para aqueles alunos da segunda fase do Ensino fundamental. No mesmo palco, sobre o mesmo tema, de outros tantos, mas o clima agora foi diferente, a disciplina de meus alunos estava irreconhecível, mereceram um dez como nota de comportamento. Até a diretora transitava no meio deles querendo ver se alguém estava precisando de regulagem, porém, pouco trabalho. Os professores presentes assistiram à palestra sentadinhos, pois não havia necessidade de estarem em pé parecendo cão de guarda. Minha pergunta é: qual a motivação do bom comportamento deles nessa ocasião? Não foi a arma exposta na cintura do palestrante? Já tive colegas policiais que, em condição de civil, constantemente levavam alunos à coordenação por indisciplina em sala de aula ou por falta de uma bazuca em cima da mesa. Talvez?! Eu só lamento o fato de eles não reconhecerem o poder de fogo do professor "armado" com muitos diplomas merecidos. E nesse caso, as armas de fogo reforçaram as palavras.
          Um cego não reconheceria a necessidade de um guia se não estivesse constantemente em choque com muitos obstáculos. Eles também, os cegos da educação, precisam dos obstáculos da punição para respeitar os mecanismos da Escola. Se não, a instituição estará fabricando criminosos ao invés de cidadãos. É como diz Ivan Teorilang: “A impunidade é o incentivo contundente para a prática do crime”. Complementando o sentido, fala Walmir Celso Koppe: “A marginalidade é proporcional à impunidade”.
          Sem a disciplina da punição, o paparicado e desavisado perde o senso do perigo, então é verdadeira a letra do Caetano Veloso: “Animal arisco domesticado esquece o risco [...]”! Por isso devemos valorizar um diploma bem adquirido, é a arma mais poderosa no combate aos males da ignorância. “Existe apenas um bem, o saber, e apenas um mal, a ignorância” (Sócrates).  Sabemos sobre as dificuldades da escola, mas como disse Isaac Asimov:  “Se o conhecimento pode criar problemas, não é através da ignorância que podemos solucioná-los.”  O professor não pune com medo de ser punido administrativamente, todavia, a mais severa punição para nós existe: o resultado dos vícios e do contrassenso! Para eles, os coordenadores jogam os professores contra o aluno infrator, e querem relatório para se esconderem. Ou será se não estamos enxergando bem as armas secretas da Escola? Estabeleceram limite máximo de reprovação, jogando a culpa do fracasso no professor. Aprovação sem mérito é uma delas, ou estou vendo demais? Se sim, que me perdoem os domesticados. Mas, "Enquanto as pessoas estiverem satisfeitas com sua condição, não contestarão nenhum sistema de governo vigente, seja ele monárquico, ditatorial ou democrático. Enquanto vigorar a sensação de felicidade, até mesmo o governo mais injusto e corrupto conseguirá se perpetuar no poder." (Augusto Branco). E os "Direitos Humanos" da Educação os libertarão.
Claudeko
Enviado por Claudeko em 24/09/2011
Reeditado em 24/09/2011
Código do texto: T3237834



Comentários

Postar um comentário