"O amor com fé suplanta toda depreciação." (Alessandro de Oliveira Feitosa)

"Na desvalorização do passado está implícita uma justificativa da nulidade do presente."(Gramsci)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

sábado, 9 de dezembro de 2017

DESESPERO ("A pressa passa e o que você fez com pressa fica."— Tati Bernardi)



Crônica

DESESPERO ("A pressa passa e o que você fez com pressa fica."— Tati Bernardi)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

            Hoje, como posso ser reconhecido pelo meu potencial e brilho pessoal. Como posso estar em destaque se quando volto a atenção para mim mesmo, a minha aparência e meus feitos não me recomendam. Só me resta então ser bem egoísta e pensar mais em mim, assim a arrogância tomará conta de mim, agravando a minha dificuldade de me relacionar com as pessoas em geral. Todavia, pelo menos me respeitarão, sufocadas com meu peso. Não vou mais adiar, para momentos mais fluidos, as conversas difíceis e as negociações delicadas. O conflito nesse momento é de meu interesse e não faço questão de expressar amabilidade alguma. "Remédio para doido é um doido e meio". Não se assustem normalmente não costumo expor minhas vulnerabilidades, porém fico assim depois de uma tarde toda ministrando aulas no Ensino Fundamental.
            Uma coisa é a malandragem de aluno, outra coisa é a malandragem de professor. Então, vou lhes contar o motivo de meu desespero:  Eu achei que tinha entendido o ato de misericórdia da coordenadoria quando me orientou que se o aluno de tudo não fizer nada, devia colocar um 3 na média bimestral dele, pois ficará possível de, nos outros bimestres, ele atingir a média mínima para aprovação. Sim, mas de tanta chance, e se ele não abraçar nenhuma das oportunidades?! Aí, o professor deverá acrescentar a outra metade do oito que é um três investido. A aprovação daquele incompetente e desleixado vai perpetuar o ciclo vicioso da desordem em sala de aula.
            O mais preocupante é a desordem entre os professores no conselho de classe final, onde os colegas brigam para aprovar todos os de nota insuficiente, apresentando recomendações fingidas de que estão recuperados, na verdade, foram os conteúdos não aprendidos nas aulas normais repetidos e, dessa vez, em um trabalho enorme e difícil, só para constatar que eles não vão cumprir mesmo, passaram o ano brincando, não será agora que o farão. Eles se recusam qualificar-se e o professor fica de castigo, elaborando trabalhos que nunca serão bem feitos, minha última alegria é que também me serão fáceis de corrigi-los, brincando de fogueirinha.          
Kllawdessy Ferreira

Comentários

Enviado por Kllawdessy Ferreira em 03/11/2016

Reeditado em 09/12/2017
Código do texto: T5812221 
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Postar um comentário