"Tardar não é falhar. É apenas o ato de ponderar." (Milena Jane Maluf)

"A maneira mais correta de resolver um problema é transferir para outra pessoa." (Vitor Curioso)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

domingo, 28 de junho de 2009

“É PRECISO DEMITIR MAUS PROFESSORES”





domingo, 28 de junho de 2009

“É PRECISO DEMITIR MAUS PROFESSORES”
por Claudeci Ferreira de Andrade
          
O Professor da Universidade de Stanford e integrante da Academia Nacional para Educação dos Estados Unidos, Eric Hanushek, falando sobre o tema: A importância do investimento em educação para o desenvolvimento econômico de um país. disse: "Estaríamos melhor se nos livrássemos dos professores particularmente ruins". http://www.estadao.com.br/noticias/suplementos,e-preciso-demitir-maus-professores,392313,0.shtm (acessado em 13/04/2013).
         O professor palestrante atribuiu toda culpa das mazelas do ensino ao professor ruim! Mas, quem é o bom? Eu que sempre achei que todo problema da baixa qualidade da educação estava no aluno, sua falta de interesse, porque os conhecimentos não atingiam seu fim último, ou seja, “batiam fofo”, mas, fui obrigado a me conformar, olhando a frase de efeito adotada pelas Secretarias Municipais para a Educação: O "Só ensina quem aprende”. É uma frustrada expectativa! Porque, por aqui têm muitos que não aprenderam e estão a ensinar! Será que o fato de ver o quanto o professor é ruim põe fim nos problemas da educação? Não sei!
         Refletindo um pouco mais, pensei em alguns critérios, baseando-me na necessidade do dia-a-dia, tentando me avaliar se sou ou não um desses ruins: Câncer da educação. Mas, tenho um curso de licenciatura na área em que estou atuando e a domino! Não estou vivendo separado da leitura, leio mais que apenas o livro adotado para dar minhas aulinhas! Conduzo a minha sala de forma a dar uma boa impressão para o colega que está sempre de plantão me vigiando e, por insegurança, comparando-se a divulgar sua falta de domínio de classe! Não enrolo minha aula com frivolidade, fingindo ser amigo demais de alunos, falando de minha vida pessoal e segredos fúteis o tempo todo! Não estou mais ensinando palavras cruzadas para os alunos, utilizando jornais, dando brecha para a escola me criticar de malandro! Não falo tudo o que ocupa meu cérebro: tolices, banalidades, imagens ilusórias da vida! Então...
         Concluí que me pareço muito com poucos! Então mereço o salário que ganho! O Professor Eric (método norte-amerino) sugere que se aumente o salário só dos bons professores. Que seja assim, pelo que estão as autoridades esperando? E nós professores pelo que estamos esperando? Será que temos demais o que já disse Millôr Fernandes: "Capacidade de saber cada vez mais sobre cada vez menos, até saber tudo sobre nada." O que falta em nós para desocuparmos o lugar?
Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 29/06/2009
Código do texto: T1673229


Comentários


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Postar um comentário