"Até o palhaço mais alegre do circo, pode chorar em um dia de folga." (Nátaly Seckler)

"Um bom descanso é metade do trabalho." (Provérbio iugoslavo)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

LIÇÕES DE BIA (Quem merece maior reprovação, Bia ou aqueles que correm atrás de boa nota, meramente copiando e colando?)



Crônica

LIÇÕES DE BIA

 Por Claudeci Ferreira de Andrade


                No ano passado, eu estava dirigindo aulas de Língua Portuguesa para uma série de segundo ano do Ensino Médio no Colégio Estadual João Carneiro dos Santos. Uma jovem, a qual chamaremos de Bia, não assistia às minhas aulas regularmente, frequentando pouco ao colégio nos dias letivos. Talvez, ela não conhecesse bem as obrigações de aluno. Eu estava certo de que ela seria em breve a pior aluna da unidade escolar. Assim procurei pressioná-la um pouco mais.
        — Bia – eu disse – você é uma aluna de comportamento desfavorável e é pouco assídua ao colégio. Que você pensa dessa falta de dedicação?
          — Creio que não é a disciplina, tudo que um bom aluno precisa – ela me respondeu sem hesitar.
          — Isso é bom – retruquei esperançoso – e o que pensa dos seus professores?
          — Creio que também são filhos de Deus – respondeu-me mais uma vez com segurança.
          — Ótimo – assenti – e quanto ao regimento da unidade escolar?

          — Tenho a intenção de obedecê-lo – foi sua pronta resposta. Senti que o diálogo se desenvolvia bem.

          — Então você planeja ser uma boa aluna e tornar-se um exemplo de dedicação e no final ser coroada com uma merecida aprovação em todas as disciplinas? – Eu arrisquei, esperando uma resposta convencional e dentro do permitido.
            Bia olhou-me espantada e replicou: —Tornar-se uma boa aluna e ser alguém na vida? Jamais me passa pela cabeça tal ideia, não no modelo da escola; estou aqui para me divertir, comer, socializar e zoar, aprender! Aprendo mesmo a arte de viver e ganhar dinheiro é na rua.
              Ela simplesmente cria que poderia incluir a vida escolar entre os seus outros lazeres: quebrar as normas e ainda continuar fazendo “sucesso” na comunidade escolar.
            Bia não é a primeira, nem será a última que frequenta o colégio sem jamais chegar ao conhecimento do verdadeiro objetivo dele. Muitos há, dentro da escola, que sofrem da mesma doença: desvio focal.
            Há outros alunos que frequentam às aulas regularmente, fazem as atividades propostas pelos professores para ganhar nota, mas recusam deixar que o conhecimento os transforme numa pessoa de sucesso de verdade! Estão sempre reivindicando boas notas, mas nunca chegam ao objetivo da escola, que é dar-lhes o conhecimento acadêmico, anexando-lhes a competência crítica e analítica da vida real.
            Quem merece maior reprovação, Bia ou aqueles que correm atrás de boa nota, meramente copiando e colando,  e ainda se comportam como Bia? Ou, até, comprando monografia (desculpe-me a rima, se um pecado intencional merece perdão)!
Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 14/05/2009
Código do texto: T1593611

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

ComentáriosComentar


07/12/2010 09:19 - Quésia
Professor Claudeci! Nossa! O senhor foi meu professor há muito tempo, quando eu ainda era uma criança (Aproximadamente uns 15 anos atrás)... Sempre gostou de escrever... Lembro-me bem das frases diárias no cantinho do quadro. Que momento mais nostálgico! É certo de que não se lembrará de mim, mas fico contente em ter feito neste momento uma breve viagem ao meu passado infantil. Grande abraço!


14/05/2009 14:03 - Debora Souza
Eles merecem mais orientação...
Postar um comentário