"Tardar não é falhar. É apenas o ato de ponderar." (Milena Jane Maluf)

"A maneira mais correta de resolver um problema é transferir para outra pessoa." (Vitor Curioso)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

A (RE)VOLTA DO DISCENTE (O alvo é o professor enquanto categoria)



CRÔNICA

A (RE)VOLTA DO DISCENTE (O alvo é o professor enquanto categoria)

Por Claudeci Ferreira de Andrade


          Não se assuste se eu disser, você já sabe, têm muitos professores leais e capazes, de ambos os sexos, os quais honram o ensino nas escolas públicas. Mas, têm aqueles que não são tão leais em suas escolas. Refiro-me aqueles ativistas que gastam demasiado tempo na defesa de causas duvidosas. São educadores radicais que advogam o uso de maconha, da libertinagem sexual e da revolução violenta em seus colégios e até pelos meios de comunicação modernos.

            Sabemos que o professor tem um auditório cativo e, durante várias horas por semana, está em posição de derramar ódio e dúvida ou ensinamentos nos ouvidos dos jovens.

            Nas classes, grande número de jovens de nossa geração tem sido também alimentado num regime de infidelidade, desobediência e indisciplina. Muitos têm sido forçados a beber das fontes do satanismo, ouvir desses professores que não somente não são laicos, mas permitem movimentos discriminatórios, sobre o disfarce de adquirir cultura mais ampla, ou ainda, para se proteger. Moços e moças têm sido saturados com "religião" e outras ficções. Subitamente, evolucionistas ateísticas, que lhes têm roubado a fé em Deus. O que não sei explicar é porque uma boa parte dos meus alunos indisciplinados e desrespeitadores são evangélicos, talvez exista uma diferença entre ser evangélico e pertencer à sociedade invisível dos fiéis do Cristo.
            Especulações filosóficas e pesquisas científicas, em que Deus não é reconhecido, estão tornando céticos a milhares. Mas, nas escolas de hoje, "laicas", são cuidadosamente ensinadas e amplamente expostas as conclusões a que os pedagogos e psicopedagogos têm chegado em resultado de suas investigações experienciais e inovadoras, por outro lado é francamente dada a impressão de que, se esses estão na moda, não pode se contestar.
            Esta é a espécie de instituição educacional moderna evoluída, nos moldes da nova pedagogia? Queremos que nossos alunos fiquem sujeitos cada vez mais indisciplinados? É justo que os professores, mesmo aqueles que nada fizeram para merecer, sofram tamanha indisciplina nas suas aulas? E louvado seja Deus. Não o deus propriedade da igreja.
            A tempestade indisciplinar que atualmente sofremos por parte de nossos alunos é um reflexo do que foi ensinado ou mal ensinado a seus pais no afã da revolução pedagógica, nada mais é do que uma reação natural e justa contra quem por muito tempo vem plantando vento. O alvo deles é o professor enquanto categoria, ou melhor, é a escola por tabela.
Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 24/05/2009
Código do texto: T1611736

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários



Postar um comentário