"Torna-te aquilo que és." (Friedrich Nietzsche)

"Não existem más influências, existem pessoas sem personalidade própria." (Demi Lovato)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

O Que (Pre)cede? (O Pré-conselho sinaliza o drama da licenciosidade pedagógica)





CRÕNICA

O Que (Pre)cede? (O Pré-conselho sinaliza o drama da licenciosidade pedagógica)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

            A escola tem sido generosa, embora não conheça  o total propósito do tal (pré-)conselho, mais uma ilegalidade que ela se dispõe a dar-lhe credibilidade. O objetivo dos professores e coordenadores nessa reunião, entretanto, é o mais cruel  dos objetivos: juntam-se na decisão de armar a arapuca para o indivíduo indesejado cair no conselho sem consequências aos articuladores. Nesse caso, o futuro promissor do famoso “conselho de classe” está nas mãos do tal (Pré-)conselho. Agora, imaginem uma (pré-)reunião para todas as reuniões! Resolver-se-iam os ditames da agenda no (Pré-)conselho e se repetiria tudo ou ter-se-ia todo tempo do mundo para comer o lanche na hora do conselho principal.
          Esse tal (pré-) conselho é um retrato fiel do drama da licenciosidade pedagógica dentro das escolas públicas claramente revelada. A influência estragada pelo corporativismo permeia cada decisão  para aprovar ou reprovar o aluno, dar-se ponto e tira-se ponto a reveria. Mediante esse sistema acéfalo, os professores e coordenadores operam. Este grupo de "piedosos" que faz do ambiente de trabalho sua própria casa, e ali eles a(pre)ndem a driblar o sistema em que estão inserido e a falsear os seus próprios caminhos. Acrescentamos que a influência recebida no “período probatório” que é uma (pré)-efetivação ajuda-os a manter-se firme agora. E no (pré)-conselho a vingança dos (pré-) aprovados é cruel, alguns são muito corajosos, dispostos até a enfrentar a maioria para fazer valer seus intentos. Mas quem conterá? O sistema está cheio de "(pré)-isso" e "(pré)-aquilo", e nada de exatamente tudo!
         Estamos contrariando a vontade do sistema quando não nos empenhamos em ativo trabalho para nos (pre)cavermos de maiores problemas? Os inimigos se unem em (pré-)conselhos quando os objetivos são comuns.
         O drama que agora tem desenvolvimento terminará no mais dramático momento: quando o sistema acordar. As dicas históricas nos dizem que o despertar do sistema está próximo. A chegada da avaliação institucional de todos os segmentos da educação. Oxalá que não seja só (pre)ssão!
          Em suma, continuará existindo o (pré-)conselho no final de cada bimestre, porque os professores não podem ser verdadeiros ao lidar com a apuração das notas dos seus alunos, numa reunião definitiva e lavrada em Ata. Então se unem, pois unidos somos duros.
Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 05/05/2009
Código do texto: T1577008

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários




Postar um comentário