"Até o palhaço mais alegre do circo, pode chorar em um dia de folga." (Nátaly Seckler)

"Um bom descanso é metade do trabalho." (Provérbio iugoslavo)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

terça-feira, 13 de outubro de 2009

A Discriminação descriminável!(Os paliativos viciosos encadeiam outros vícios.)




Crônica Filosófica


A Discriminação descriminável!(Os paliativos viciosos encadeiam outros vícios.)
Por Claudeci Ferreira de Andrade

          Alguns "representantes" de Deus dizem que Ele ama o pecador, mas detesta o pecado. Se é que eu entendi, vou usar aqui, como exemplo, a teoria dos fumódromos ativos, que são uma legalizada expressão de respeito ao fumante, fétida conivência indesejada com o viciado! Agora vou dizer tudo ao contrário e aclamar, então, que discriminemos o fumante  junto com o seu cigarro, para que respeite nosso direito de viver saudavelmente e não prejudique o Meio Ambiente. Como alguém que prejudica a si mesmo vai  perceber o mal que faz ao seu semelhante? A burrice minha é achar que eles nos amam!
Não se pode continuar discriminando a dor de cabeça sem primeiro discriminar a cabeça que dói, e esta, por sua vez, todo o corpo por causar também da dor. A ideia de céu e inferno não seria a forma divina de discriminar o pecador? Por que não condenam só a ação, mas o inferno é para pessoas do Diabo! Um hábito não existe sem o habituado. O leite sem o recipiente cai por  terra. 
Descriminar o uso da Maconha, eis a questão! Quem a discrimina nunca usou? Por isso, não  está se falando só do usuário! Digna de discriminação é a fonte produtora, quem a achará?
           Você ama o Rádio e detesta o som que ele toca! Ao se tratar de vício qual seria o botão de desligar? Os paliativos viciosos encadeiam outros vícios. "Todas as coisas me são lícitas, mas algumas não me convêm". Isto, dependendo do tempo e do espaço, é tudo que se precisa saber sobre discriminação.
           Como se corrigirá alguém que é espancado sem lhe dizer por que apanhou? Ou quando alguém ao se proceder dominado por força do vício, isso não o faz atrativo às misericórdias do mundo? Então ele não será tentado a lagar o vício. Pois ele lhe serve por lucro. 
Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 21/05/2009
Código do texto: T1606452


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Postar um comentário