"Não é o significado da vida, mas o sentido dela." (May Iakulo)

"Que eu não aprenda o significado da vida, no ultimo minuto do segundo tempo." (Day Anne)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

terça-feira, 13 de outubro de 2009

O Riso do Otário (A palhaçada dele não tem graça em sí.)






Crônica Filosófica

O Riso do Otário (A palhaçada dele não tem graça em sí.)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

            A galhofa do otário, desbota sua palhaçada. Quem se rir dos outros quando erram ou caem, esquece-se que os outros deixarão de rir para ele quando o virem precisando de graça. Então, a palhaçada dele não tem graça.
           Por que alguém  se rir do outro quando tropeça? Será que é um desabafo, ou vingança, ou ainda uma expressão de inveja? Rir-se do velho, do doente, do negro, do pobre, do pequeno, do grande, enfim de tudo que diminui alguém, mas só se rir mesmo dos de mais, os que vivem experienciando seus limites. Bob Marley já disse: "Vocês riem de mim por eu ser diferente, e eu rio de vocês por serem todos iguais". Em qualquer extremo, o observado é motivo de risos e gozações! 
           Eu porém digo que assim como a beleza está nos olhos de quem ver, a razão para a zombaria está na frustrações e recalques de quem contempla.
Analisando assim não é difícil rir com os que riem e chorar com os que choram, lembrando que é sempre melhor rir de si mesmo, nesse caso, o otário se passa apenas por palhaço.
            Jesus nunca foi visto rindo, pelo menos, não se tem registro. Talvez porque fosse tão natural para ele ou, mais provável, por que não tivesse motivos reais e verdadeiros para sorrir, então por que eu teria? Rir-se também de quem ri à toa! 
             Eu falo dos exageros, e também do riso sem o gesto da boca, e também do deboche que é o gesto do coração antissocial não educado e polido. Mas, ultimamente os dentes saudáveis são prioritariamente para incrementa o riso, assim como, os lábios vermelhos e grossos "botulinicalizado" são só para beijar, arma de sedução. kkkkkk, rsrsrsrs!  

Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 24/05/2009
Código do texto: T1612408

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Comentários


Postar um comentário