"A sabedoria e a exclusão andam juntas. Quanto mais você sabe, mais excluído você é." (Igor Chiesse)

"Você pode sobreviver, mas sobrevivência não é vida." (Osho)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Ser cronista é...




PENSAMENTO

Ser cronista é...

Por Claudeci Ferreira de Andrade
           Ser cronista é como a atuação de um jogador de futebol, se ele tem a bola, ataca; se não a tem, atrapalha a evolução dos que a têm (o adversário). Aqui, valem mais os que enganam melhor! A diferença é marcada pela recompensa financeira e igualada na forma de olhar esta "vida besta".
           Essa bola cheia para o cronista significa um tema bem escolhido e trabalhado, agora não sei se escolhemos o tema ou se somos escolhido por ele, mas tanto faz, o que importa mesmo é a reflexão. Lembrando que qualquer tema pode virar crônica, desde que o cronista saiba revirá-lo perante os olhares encabrestados do leitor calejado do cotidiano repetitivo e estéril até clarear o mais obscuro dos ângulos.  
           Quando dizem que eu não estou com essa bola toda, talvez uma crônica sobre algum aspecto de mim diga meus valores. Ou apenas signifique que eu não conquistei ainda meu espaço, ou não tenha tempo para conquistá-lo, ainda que Kant afirme que não existe tempo, porém insisto por um flash nocional para me transcender.  E se eu fosse uma crônica ambulante, em que meus movimentos representassem palavras maquiadas com o brilho exemplar das estrelas cadentes para uma leitura imagética? Que leitor seria você, e que crônica seria eu!!! O cronista viraria crônica e o leitor, cronista. Coloque-se, agora, neste momento, em meu lugar, olhando o céu a partir dessa velocidade, e veja o que acontece com relação aos papeis, eles viram ação, tempo e espaço. Também haverá uma cumplicidade que banirá toda a incompreensão. Com este rasgo, assim deve ser minha eterna crônica, específica e profunda com valor de  minha subjetividade. Já estou achando que esta vida não é tão besta como parece.
Publicado no Recanto das Letras em 19/08/2009
Código do texto: T1761939

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Comentários

Postar um comentário