"É mais fácil acreditar no arrependimento do eleitor, que no remorso do político." (Ediel)

"O Brasil já não tem para quem gritar "fora", fora o eleitor burro." (Leandro Flores)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

SÓ A MENTIRA PERMANECE (Um condutor da verdade se torna cruel carrasco, se achando o melhor.)




Crônica Filosófica

SÓ A MENTIRA PERMANECE (Um condutor da verdade se torna cruel carrasco, se achando o melhor.)


Por Claudeci Ferreira de Andrade

           Dizem que a "mentira tem pernas curtas", querem dizer com isso que o tempo é amigo da verdade. Ou das pessoas que só usam a verdade. Mas, que verdade? Por que eu precisaria de verdades tão duradouras. Minhas verdades de hoje já não são as mesmas de ontem, quantas modalidades de verdades têm? Qual será a verdade do futuro? E a tal verdade suprema, que não se encaixa em nada, seria a mentira suprema de todos os lugares!? Pois esta tem muitas facetas sem perder substância.
          As verdades sempre se transformam em mentiras quando o tempo passa. Aliás, tudo é mentira quando se olha para trás. Então, a única verdade a prova do tempo é que a verdade tem data de validade, depois disso vira mentira. Se tudo fosse estagnado, sem energia motriz, só existiria verdade. Porém o dinamismo tritura as verdades alimentando as mentiras.
          Dizem ainda que "a verdade dói". O que tem de virtuoso na dor, senão o sofrimento? A mentira que causa dor é por que virou verdade! A esperança sim, é amiga da mentira, ilude e mantém a verdade numa distância inatingível! Quando se está com a verdade, morre a esperança, perde-se a ilusão, ninguém viveria sem esperança, ela se alimenta da mentira e uma mentira fantasia a outra. Ao contrário, uma verdade destrói a outra. Um condutor da verdade se torna cruel carrasco, e ainda se achando o melhor.
           O que mais convence um homem inteligente são as verdades, em maior quantidade, misturadas com a mentira, e o que mais lhe alegra o coração são as mentiras, em maior quantidade, misturadas com a verdade! E qual delas confunde mais? Omitir a verdade é o princípio de todas as mentiras e o capricho dos deuses. Porém, quando omitimos a mentira, criamos outras mentiras e nunca falamos a verdade! Quando omitimos a verdade também mentimos, pois meia verdade é mentira adequada. O poeta vive de mentiras do coração e é feliz. Quem é feliz vivendo das puras verdades da razão? O filósofo vive assim e é deprimido. Disse Fernando Pessoa: 
"AUTOPSICOGRAFIA
O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que leem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração."
           Se o Diabo é o pai da mentira, então ele é o poeta que tinha razão quando disse que ia ser maior que Deus, pois também é pai das variações, portanto o Deus, que tem a única forma da verdade, o criou e perdeu o domínio!
           
Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 08/09/2009
Código do texto: T1798340

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários



Postar um comentário