"Torna-te aquilo que és." (Friedrich Nietzsche)

"Não existem más influências, existem pessoas sem personalidade própria." (Demi Lovato)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

sábado, 10 de outubro de 2009

O PRAZER DA VIDA (...e todos os movimentos prazerosos desta vida são em direção da morte)



crônica filosófica

O PRAZER DA VIDA (...e todos os movimentos prazerosos desta vida são em direção da morte)

Por Claudeci Ferreira de Andrade    
    
Com meus cinquenta anos, perambulando nesta vida besta, bem vividos ou mal vividos, descobri que Deus derruba o homem para dar-lhe o prazer do levantar-se.

E, a outros dar-lhes a oportunidade de ajudar-nos para se vangloriarem de filhos de Deus e irmãos nossos. E ainda, tenho que ser agradecido, vendo os outros apenas fazer suas obrigações: bando de inútil - "Assim também vocês, quando tiverem feito tudo o que for ordenado, devem dizer: 'Somos servos inúteis; apenas cumprimos o nosso dever' "(Lc 17:10). E além do mais, temos que, também, aceitar esta incompreensível, ou melhor, subestimadora experiência como preparação espiritual para a morte, e engolindo isto tudo, como um ato de amor e justiça, é não querer dignidade alguma!

Portando, a hora que Deus determinou, é essa, exatamente a hora do fim da razão e da fé sem razão! A morte é o prazer supremo da vida, e todos os movimentos prazerosos desta vida são em direção da morte, quanto mais risco de morte, mais intenso é o prazer. O constante desgastar-me, que tanto me dá prazer, também, dá prazer cinético para outrem. Finalmente me tornarei adubo para fertilizar a terra que vai parir com prazer a vida novamente. 

Sem dúvida, a morte é essencial para a vida, depois, só a essência e a morte da essência, trazendo a vida de volta para novamente a morte. Quem vive morre, quem morre vive! E o digno medo é o eixo da roda.

Somente um jato breve de vida, que vencido pela morte, graduando o rápido desvanecer,  que produza o prazer acelerador do processo. Confirmo com as palavras de William Shakespeare: "Ó doçura da vida: Agonizar a toda a hora sob a pena da morte, em vez de morrer de um só golpe."

Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 10/06/2009
Código do texto: T1641888

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Comentários

Postar um comentário