"Torna-te aquilo que és." (Friedrich Nietzsche)

"Não existem más influências, existem pessoas sem personalidade própria." (Demi Lovato)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

sábado, 31 de outubro de 2009

O INCOMPETENTE E SUAS VÍTIMAS(A culpa não é do professor, mas dos líderes políticos!)





Crônica

O INCOMPETENTE E SUAS VÍTIMAS(A culpa não é do professor, mas dos líderes políticos!)

Por Claudeci Ferreira de Andrade
        O Incompetente precisa de Vítimas que lhe doem as secreções: sangue, suor e lágrimas. Eu tinha uma chefe incompetente que me fazia trabalhar por ela sob a pressão de me tirar da função, de forma que se fracassasse, a culpa seria sempre minha.
          Todo líder incompetente, no pouco que faz, aplica todo rigor das regras e tradição, desconhecendo a misericórdia, não se importando com o sofrimento do outro, para compensar sua insegurança e deficiência ou ainda para desviar os olhares dos outros da real causa do problema dele. Para ele é difícil o equilíbrio, pois só pensa nele mesmo, Certo de que não merece a admiração dos que sabem agir com equidade, então explora os outros, como se soubesse explorar rumo ao objetivo comum. Ele precisa vitimar alguém, descarregando sua culpa, e, só assim, sobressair-se como o "poderoso chefão".
           A incompetência é doença, um mal que precisa ser corrigido na educação pública brasileira. Que bom, sou simplesmente vítima, melhor que ser um desviado de função! Infelizmente quem brinca com porcos há de sai enlameado, se antes não for devorado por eles!
            Como entender este fenômeno: todo professor fez um curso superior, portanto é alguém que estudou e se preparou, e ele está credenciado a ensinar. Deveria ser a pessoa mais importante da unidade escolar, porém é o subalterno de todo mundo! E se submete ao descambar da carruagem rumo ao caos, e ainda se dar ao luxo de reclamar em vão do sistema, assumindo a culpar por o fracasso, também, de seus alunos. Quando o paciente do médico morre, a culpa é dele, pois não seguiu as recomendações médicas. Quando o advogado perde a causa, a culpa é do cliente que escondeu informações, provas e testemunhos importantes. Quando o pastor evangélico não cura seu enfermo, a culpa é do doente que não exerceu fé suficiente. Então a culpa é do aluno alienado que não conhece nem mesmo o poder que tem e não saber usá-lo para o bem. Se ao menos eles vissem que a culpa não é do professor, mas dos líderes políticos que gostam dos "enviseirados", talvez não dispersassem esforços batendo em professor, seguindo o exemplo dos combatedores de manifestantes!
Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 31/10/2009
Código do texto: T1898353

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Comentários

Postar um comentário