"Meu maior sonho depois do ENEM 2016 é: Ler todas as redações." (amauri valim)

"ENEM... Um jogo de muitos chutes e poucos goollsss..." (Clébio Carvalho)

Pesquisar neste blog ou na Web

MINHAS PÉROLAS

domingo, 11 de outubro de 2009

AMIGOS, INIMIGOS MELHORES ("A Bíblia nos ensina a amar o próximo e também a amar nossos inimigos provavelmente porque eles em geral são as mesmas pessoas". Mark Twain)




CrÔnica Filosófica

AMIGOS, INIMIGOS MELHORES ("A Bíblia nos ensina a amar o próximo e também a amar nossos inimigos provavelmente porque eles em geral são as mesmas pessoas". Mark Twain)

Por Claudeci Ferreira de Andrade

          Como disse José Soder:"No entanto, sempre é possível renunciar à vingança, o que já representa uma espécie de perdão". Então digo eu: Embora renunciar a vingança, seja a melhor forma de se amar o inimigo, prejudico o meu ainda, por não lhe interromper quando o vejo fazendo algo de errado. Depois disso, tento me proteger dele, manter-me longe é melhor, pois sei que ele não quer só meu perdão, ele quer também minha vida. E o sábio Salomão diz que "quem ajuda o tolo terá que ajudar-lo novamente".  Na verdade, eu não estou disposto a andar a segunda milha a mando de inimigo algum. Quero-o longe de mim, o suficiente para que eu possa descansar em paz dos meus defeitos, pois eles não existem, são implantados por pessoas maldosas, que quando esquecidos se desmancham, assim como acontece também ao nosso inimigo: é diluído a distância. "No final, não nos lembraremos das palavras dos nossos inimigos, mas do silêncio dos nossos amigos."Martin Luther King.
           Bem, considerando o que disse Alfred de Mussef: "As coisas mais desagradáveis que os nossos piores inimigos nos dizem pela frente, não se comparam com as que os nossos amigos dizem de nós pelas costas." E comparando com o que disse Mark Twain que "A Bíblia nos ensina a amar o próximo e também a amar nossos inimigos provavelmente porque eles em geral são as mesmas pessoas." Então é bom notar que à medida que prosperamos, esses aumentam na mesma proporção, e nos sobrecarregam o que nos levam à morte por estresse. O que fazer para colocar uns contra os outros e sair do meio deles?
            Os nossos amigos e inimigos não contribuem em nada para nossa perfeição moral, visto que só nos acusam e cobram injustamente além de nossas forças, pois não nos compreendem, querem apenas nos testar e medir as possibilidades de se sobressaírem, ou seja, querem apenas medir as forças para veem no que são melhor.
           Por que quando estamos "quebrados", os amigos se afastam e nem vemos nossos inimigos? Assim, o pobre quebrado é automaticamente condenado à solidão irremediável. E não venha me dizer que "todas as riquezas do mundo não valem um bom amigo." Talvez seja o contrário, todos os bons amigos do mundo não valem a riqueza que ganhamos apesar deles. Se o dinheiro e o suprimento das necessidades básicas das pessoas compra tudo que uma boa amizade pode dar, o que eu vou querer com sacrifícios para suportar e dar presentes para amigos "verdadeiro"? Por que amigo de velho é sempre velho!?

Claudeko
Publicado no Recanto das Letras em 11/10/2009
Código do texto: T1860656

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Comentários


Postar um comentário